"virei bicho, primitiva, deusa, índia, guerreira" por Renata Fernandes

May 14, 2018

Começo meu segundo relato de parto de alma limpa, o trauma vivido no Hospital e Maternidade Cachoeirinha em mais de 48h de (TP) Trabalho de Parto em 2010 com um parto normal foi de certa forma hoje superado, a dor de toda (VO) Violência Obstétrica passada ali foi dando espaço p luta, empoderamento, militância pela busca do parto natural para mim e para outras irmãs.

Senta que o relato é extenso, mas é motivador, cheio de força e amor:

 

Benjamin resolveu vir em uma fase da minha vida onde eu já acreditava que não iria mais ter filhos (era mãe separada, era eu e Davi) e assim seria sempre... mas como a gente não sabe de nada, Oxalá colocou em meu caminho um companheiro maravilhoso, em 3 meses juntos o Ben nos escolheu para sermos seus pais. Maior alegria do mundo com o positivo. Medo? Bateu também claro! Mas estávamos certos sobre nosso amor e a vontade de receber esse bebe da melhor forma possível.

Eu na gravidez anterior li muito, mas não o suficiente talvez sobre parto humanizado, acho isso pq se eu tivesse a cabeça e o empoderamento que tenho hoje eu e Davi talvez não teríamos sofrido tanta VO. Lembrando q parto natural humanizado e parto normal são coisas diferentes!!!Humanizado: sem qualquer tipo de intervenção e meios farmacológicos, vc é a real e única protagonista do seu parto e suas vontades são respeitadas.Parto normal: vc pari via vaginal, mas há intervenções médicas, como epsio, analgesia, oxitocina sintética, não tem liberdade c seu corpo, entre outras coisas.

 

Então vamos lá: segunda gestação!!!

Quero uma Doula e quero um parto Natural em alguma casa de parto. Essa era a certeza da minha vida!!! A certeza que eu não queria parir em um ambiente hospitalar, gelado, com plantonistas e residentes que poderiam roubar meu parto e me violentar novamente.

 
E então eu consegui uma Doula, uma conhecida q acabou nesses meses se tornando uma grande amiga desde então. Começamos a praticar Yoga gestante toda sexta no parque, muitas idéias e trocas, e começamos a doulagem em si.

Meu, a doula não faz nenhum procedimento médico mas é um ser de empoderamento, força, magia, companheirismo, amor que nos auxilia no decorrer da gestação, no parto e pós parto. Gente quem tiver buscando por um Parto Humanizado e puder TENHA UMA DOULA. 

 

(Imagem autoral. Não divulgar sem autorização)


Doula ok, partimos eu e meu companheiro p pesquisar uma boa casa de parto, e sem dúvidas escolhemos e fomos aceitos pela CASA ANGELA.

Ali é um lugar do céu na terra. Uma esperança quando se fala em parto natural no SUS. Ainda chego nessa parte!!! No decorrer da gestação meu companheiro e minha família me apoiou 100% na decisão de ter Parto Natural.

Sendo assim meu companheiro se empoderou junto comigo esses meses todos, isso foi crucial p tudo correr bem na hora do parto. Ele lia textos, relatos, videos, participávamos de rodas, cursos na casa Angela. Elaboramos nosso plano de parto junto a doula, deixei o bicho ligado em todo tipo de violencia obstétrica p q ele possa cuidar de mim na hora q eu estiver na "partolandia" e não conseguisse responder mais por mim, rs...

Então manas, empodere o marido de vocês!!! E não deixe nenhum outro membro da sua família dar palpite na sua vontade de parir. O corpo é teu, o filho é vc q gera e carrega e só vc sabe oq é melhor p vc. Não se deixe levar por relatos de partos mal sucedidos q sua mae, tia, vizinha conta!!! Leia, participe de grupos sérios de troca. Eu vou repetir isso sempre!!! Se informe!!! Toda via de parto tem seu risco. Mas isso é uma outra conversa para outra hora, e outro parágrafo aqui, você pode buscar as infos na net e tirar sua conclusão todas com embasamento cientifico. Não se apavore com a história de outros partos!!!

 

Bom, vamos pular logo p o dia da chegada do Ben

Domingo dia 22/04
DPP era 26/04 pela ULTRA e 04/05 pela DUM. 
38 semanas e 2 dias!!!

 

(Imagem autoral. Não divulgar sem autorização)

 

Há umas semanas eu já vinha sentindo os prodromos. Muitas contrações de treinamento, coluna, assoalho pélvico, tudo estava doendo. Estava há uma semana c 1,5 de dilatação. Na mesma semana o tampão saiu em grande quantidade. oba!!! O meu TP se aproximava, mas eu nao imaginava q seria tao perto. Últimos dias a dor e a ansiedade tomou conta, eu já não dormia. Arrumei todos últimos detalhes em casa caso ele chegasse, eu nao parava quieta. Pois bem, após algumas estimuladas entre elas (andar, dançar, arrumar casa, doulagem, namorar) na semana p ver se chegava meu TP !!! Tampão c sangue!!!

Oba!!! domingo seria o grande dia. 
Acordei cedo e acordei meu companheiro acelerando ele p arrumarmos a casa, a doula viria nos fazer a visita e eu queria tudo no lugar. Passei o dia todo c contrações (q p mim ainda eram prodromos 😂sabia de nada inocente...). 
Tudo no lugar, caso esse fosse o grande dia, a doula chegou após o almoço e começamos a fazer Rebozo (uma técnica de mulheres mexicanas q ajuda muito no pre parto, parto e pós!!! Pesquisem. 
E as contrações lá, todas c intervalos diferentes, mas c uma duração de 1min e meio cada. Xixi eu fazia a cada 5 min, e muita pressão aqui na meninona AKA xana. Começamos a cronometrar pelo app as contrações, mas como nada era ritmado nem tchum... 
Minha doula foi embora de casa qse 22h achando q eu não entraria em TP (até eu achava) e pediu mesmo assim p continuarmos cronometrando as mesmas. Olha, foi a bicha pisar na rua p esse trem começar a pegar ritmo, vontade de fazer numero 2, mas não saia nada!!! Eu fiquei completamente inquieta e nao queria nem sentar, deitar não conseguia. A barriga estava muuuito dura, o incomodo maior se concentrava nela e não na lombar como de costume. 
Pedi p o meu companheiro ligar na casa angela e pedir umas infos p as enfermeiras. Minhas contrações estavam de 9 em 9 min c 1,5 de duração. E a enfermeira obstetra falou p irmos p la qdo estivéssemos entre 6 e 5 min de intervalo entre uma e outra. Desligamos o tel e ficamos pensando se valia a pena ir pois moramos longe e correríamos o risco de ir e ter q voltar p casa caso eu não estivesse em TP.Os intervalos caíram p 8 min, depois 7 min e falei "amor chama o Uber e vamos se mandarem voltar paciência". Revisamos as malas p ver se não estávamos esquecendo algo, avisamos a doula p correr p lá, avisamos a nossa amiga Melissa Sirks pois ela registraria nosso parto com foto e vídeo, avisamos os avós e só!!! Já é o suficiente!!!

Pedi proteção aos meus guias e partiu!!! 
O uber veio chutado e minhas contraçoes aumentando, e comecei a vocalizar dentro do carro dele "aaaahhhh" cada buraco era uma ida do céu ao inferno. Senti minha calça úmida e pensei aí Jesus será q me mijei?

Chegamos na casa angela era 1 e pouca da manhã estava vazia, era virada de lua, estranhei. A EO me chama p ser examinada. Na hora q eu fui subir na mesa a bolsa rompeu como num passe de mágica, eu queria muito sentir a sensação da bolsa se rompendo naturalmente (na primeira gestação estouraram minha bolsa ) na hora comecei a chorar (emoção e medo)pois tinha a certeza q em horas teria o Ben em meus braços pelas mãos daquelas parteiras maravilhosas. Líquido sem mecônio, tudo perfeito. Exame de toque: 3cm de dilatação.

Eu morrendo de dor já. Qse 01:30 da manhã.

Pensei: vou parir acho q só daqui umas boas horas, paciência, comecei a preparar meu psicológico p isso relembrando das 48h de trabalho de parto qdo ganhei o Davi.Contrações agora mal davam intervalo. Me levaram p o quarto. Me vestiram a camisola. Eu não queria ficar deitada nem a pau. Não havia posição.

Meu companheiro o tempo TODO do meu lado como apoio nas horas q as ondas AKA contrações vinham. Estávamos conectados fortemente. Eu não largava ele. E a doula respeitando nosso momento.

 

(Imagem autoral. Não divulgar sem autorização)

 

Fiquei de pé segurando nas barras de madeira no quarto, eu ainda conversava mas estava há um passo da partolândia (estado q ficamos no ápice da dor, onde deliramos, e não conseguimos mais conversar, raciocinar, comer, beber etc), passei mal, vomitei muito, era só água. E as ondas estavam cada vez mais fortes e eu de pé tentando não perder o controle da dor e da alma. Eu chorei, achei q não fosse aguentar, na hora a gente acha um monte de coisa e falava isso p meu companheiro, mas em nenhum momento pensei em desistir e pedi por cesárea ou analgesia no ápice da dor como muitas fazem e fiz no meu primeiro parto (até pq tb na casa angela essas opções não existem).
Porra!!!

Meu corpo foi feito p parir e era meu sonho meu PN!!!

Peço chuveiro umas 02h AM e por lá eu fico de pé c a água mais quente o possível. Tentei ficar sentada na bola e nao dava.

Eu queria era ficar só de de pé. Apoiando na barra lateral e no pescoço do companheiro.

A cada onda eu estava mais perto de ver o Ben. Deixei meu corpo trabalhar e ali eu senti muita vontade de fazer força.

Foi qdo no pequeno intervalo de uma contração e outra eu invoquei, clamei pela minha mãe Oxum e por Iemanjá em pensamento. Pedi força, proteção e que não me deixasse ali com tanta dor por muito tempo (lembrei das palavras da Preta Velha nas últimas giras q eu fui no terreiro q eu trabalho) onde ela me disse q Oxum já havia me dado o dom da concepção e q Iemanjá estaria lá comigo p me dar a força p parir. E que elas estariam comigo no momento do Ben nascer. A água do chuveiro caindo em mim e eu clamando pela força de ambas. A EO queria me levar p o quarto p ficar melhor acomodada na banheira, pois já estava de pé muito tempo, mas p mim o melhor era ali DE PÉ e EMBAIXO DO CHUVEIRO. A vontade de fazer força vinha e eu fazia, fazia força de número 2. Fiz coco e perguntei p a parteira se tava saindo algo além disso e ela disse q era apenas coco (como assim? Fiz tanta força p sair só um toloquinho?) Ela pede p irmos p o quarto novamente. E resisto, outra força veio, mandei ela esperar (ela não botou fé q eu ia parir ali e tão depressa, elas não fazem toque toda hora. E eu já havia chegado nos 10cm e nem sabíamos). Outra mega vontade de fazer força veio. Fiz a força ainda de pé. E senti o famoso e temido circulo de fogo vindo de dentro p fora e algo muito pesado descendo pelo meu canal, agora era o Ben e não coco hehe ( eu esperava uma "dor" maior no circulo de fogo pelo q lia nos relatos de parto de outras mães). Ali eu já havia perdido o medo da dor, virei bicho, primitiva, deusa, índia, guerreira e tudo q simbolizasse a força!!!! Meu filho estava coroando (ai a EO botou fé q nasceria ali e não havia tempo p ir p quarto), ela pegou a banqueta p mim sentar e sentei, meu companheiro atras de mim segurando minha mão, clamei em voz alta antes da força: "mamãe Oxum me ajuda" essa hora só lembro de me falarem já saiu a cabeça e o pescoço, e com mais uma força q eu fiz bem longa, junto há um grito libertador q deve ter acordado o bairro todo saiu o restante do corpo!!! Meu expulsivo durou menos que 10 min.

Ele nasceu as 03:4O da manhã c 3.700kg e 50cm. Laceração superficial no períneo, não tomei nenhum ponto!!!

O Ben veio direto p o meu peito. Nasceu zen, não chorou, aliás ele nem tinha motivo p chorar. Veio ao mundo c respeito, sem qualquer intervenção desnecessária, sem colírio, sem aspiração, oxitocina, manobras etc...veio no tempo dele, como ele quis. Ele olhou p todos ao seu redor c a testa franzida e cara de marrudo. Com apgar 8/10. Dei as boas vindas a ele. Eu não acreditava, eu só sabia agradecer aos céus e a todxs q estavam comigo dentro daquele pequeno banheiro por ter me dado força e auxilio p realizar meu sonho do parto natural. Olhei p o Ben e falei "conseguimos filho, conseguimos!!!" Eu era adrenalina pura!!!! Detalhe: a minha amiga q registraria o parto chegou na hora do expulsivo, tadinha hahaha, a bichinha passou até mal de tanta emoção q não conseguiu registrar.

Temos fotos e vídeos captados pela doula pelo cel.

Não consigo descrever em palavras a sensação, não foi apenas um parto natural, como disse minha doula: foi espiritual.

E pra mim foi transcendental. Foi meu renascimento, foi lindo, perfeito e intenso. Foi a minha transmutação. 
Caminhei do corredor p o meu quarto c o Ben no colo, ainda conectados pelo cordão e placenta, me deitei na cama p aguardar a expulsão da placenta, o Ben no contato pele a pele comigo e todos nós no quarto se recuperando da cena rápida q foi esse parto. A placenta saiu e pedi p guardarem pois eu a levaria p casa ( podemos leva la p planta la em um vaso, podemos enterra la em um jardim especial, ou fazer capsulas p tomar pois ela é rica em propriedades e nos ajuda muito a recuperar nossa saúde tanto física qto emocional principalmente no puerpério, podemos bater um pedacinho c suco e tomar. Recomendo vcs pesquisarem sobre, é bem interessante e ancestral, depois eu conto oq fiz c a minha). 
A minha placenta saiu, o pai cortou o cordão umbilical após parar de pulsar, e depois tive uma hemorragia, meu bebe foi p os braços do pai p as parteiras tomarem os devidos procedimentos.

 

Não consegui amamenta lo na primeira hora. Estava perdendo sangue e me sentindo fraca. Me deu medo de morrer. Foi um parto intenso. Colocaram oxigênio em mim e me aplicaram oxitocina sintética ( eles não usam isso e qq tipo de medicamento no pré parto e parto) mas no pós foi necessário para ajudar meu útero a contrair e parar de sangrar. Tomei na sequencia 4 bolsas de soro. Perdi 1L aproximadamente de sangue, fiquei 48h na Casa Angela. Fui muito bem tratada e assistida por todos. Desde as tias da cozinha, técnicas, enfermeira obstetra e obstetrizes. Todos trabalham c muito amor naquele local. Devido a essa perda de sangue peguei anemia. E no dia da minha alta me transferiram de ambulância p o Hospital do Campo Limpo p poderem aplicar injeção de ferro ou fazer uma possível transfusão de sangue (em casa de parto não se fa esses procedimentos). Fiquei em pânico, eu só queria ir p minha casa c minha família, só chorava.

Chegando no campo limpo mó calamidade, cheio, eu c um RN nos braços exposto a outras doenças, meu companheiro tentando se manter firme e forte pela nossa família mas ele estava em choque, o Dr. fez mais exames de sangue e me aplicou o ferro na veia junto c soro. E dependendo do resultado eu teria q ficar internada lá. Orei p tudo q é santo q c a graça de meu pai Oxalá ele me liberou p fazer o tratamento c 6 injeções em casa. Tanto q ontem dia 10 q tomei a última dose. Foram dias intensos em casa, c falta de ar, fraqueza ultra, taquicardia, eu não tinha forças p segurar meu filho no colo e p levantar da privada. Hj estou beeem melhor mas não curada. Mas já consigo sair e fazer minhas coisas sem passar mal. Quero deixar claro que qualquer mulher pode passar por isso por qualquer via de nascença, de parto!!!! A hemorragia não foi por causa do parto natural em si, meu TP foi intenso e dilatei muito rápido. As contraçoes de verdade vieram c a força da luz, e não me davam intervalos mais quase, meu útero trabalhou muito e as obstetrizes disseram q qdo é assim corre o risco de hemorragia mesmo. 
Não tenham medo, receio de um parto natural por conta desse trecho do relato. Cada mulher é um corpo, cada mulher entra em TP como tem q entrar, cada corpo trabalha de uma forma. Cesárea ou normal cada um c seus riscos. Mas sempre é bom lembrar q nosso corpo foi feito para parir naturalmente, somos fortes e não duvidem disso JAMAIS!!! Tive o prazer de sentir toda essa força no meu segundo parto. E me sinto mais forte q nunca!!!! 
Parto humanizado ele não é moda, é respeito.

Vc q está grávida se empodere junto a seu companheiro, busque informação sobre os tipos de parto, leia muito, assista vídeos de partos, participe de grupos, encontros, após escolher com consciência como quer ganhar seu bebe escolha c cautela o lugar p parir. Visite a maternidade, casa de parto. Tenha em mente um plano A e B. Meu plano B caso a Casa Angela não desse certo por alguma intercorrência de última hora seria ir parir no Amparo Maternal. Se puder ter o apoio de uma Doula melhor ainda. Faça seu plano de parto, seja protagonista do seu parto, fique munida de informação e de seus direitos para não entrar p as estatísticas de violência obstétrica. Não deixe seu Obstetra fofinho fazer tua cabeça para uma cesárea com falsa indicação e roubar teu PN de vc para agilIzar o lado dele. Não deixe tua mãe, tia e amiga opinar oq é melhor p vc e seu corpo. Não se assuste c histórias da prima da vizinha q qse morreu c PN. Vc vai ouvir q vc é louca ou corajosa por querer um parto natural, meta um foda-se bem grandão em tudo e todos e siga!!! Vai parir como vc quer!!!! FIM

Bom, é isso!!! 
Falei demais!!!
Beijo e gratidão a todxs envolvidos nessa deliciosa fase de nossas vidas!!!

Obrigada Casa Angela e equipe, minha Doula Mari, Mel Sirks, minha Mãe e Vó, e meu grande companheiro Diego q eu amo muito, q me deu força a todo instante e conseguimos juntos o nosso tão sonhado parto humanizado!!!

Seja Bem vindo Benjamin Aguiar de Carvalho!!!

"Para mudar o mundo primeiro é preciso mudar a forma de nascer"
(Michel Odent)

Please reload

Posts em destaque

Simbologia dos ajustes na pratica de Yoga

November 21, 2017

1/2
Please reload

Marcadores
Posts recentes

November 21, 2019

November 15, 2019

October 21, 2019

September 22, 2019

Please reload

 Concentração Invertida  
concentracaoinvertida@gmail.com