Yoga mãe e bebe na prática

April 19, 2018

Yoga baby, Yoga pós parto, Yoga mãe e bebe. São tantos os nomes utilizados para a prática de Yoga no puerpério com a mãe e o bebe juntos que muitas vezes acaba criando mais confusão a respeito da pratica direcionada a essa fase da mulher.

Como deveria ser de conhecimento geral, o puerpério é um período bem complicado para a nova família e em especial para a mulher. Sempre gosto de lembrar que todos os hormônios que sustentaram a gestação estão em total declínio nesse momento, somado com a mudança do papel social daquela mulher e de sua composição familiar. É um momento realmente delicado, mas que como tudo, passa. Eu já ouvi muitas mulheres relatando sobre suas expectativas e medos em relação a maternidade e o puerpério aparece bastante nessa conversa. O que chega a ser curioso pois esse período é pouco falado e abordado em consultas de pré natal, acompanhamento de doulagem, rodas e grupos de preparação para o parto. Talvez nós enquanto sociedade estejamos fazendo alguma coisa errada nesse sentido...porque não falar e abordar com naturalidade o puerpério?

Chegar no puerpério é um choque inimaginável para algumas mulheres e um susto para muitas, trabalhando com Yoga direcionado a mulheres e depois com  a doulagem eu pude começar a  entender o papel da rede de apoio nisso. Quantas atividades de bem estar, cuidado e também corporal você encontra destinada a mulheres no puerpério e seus bebes? Sim gente, um bebe e uma mãe não se separam com essa facilidade.

E porque não pensar em uma rede de apoio para mãe e bebe? Porque não pensar em momentos de bem estar e prazer para ambos?

 

A prática de Yoga mãe e bebe vem exatamente nesse sentido, procurando acolher e cuidar desse binômio mãe e bebe. Nenhuma mãe nas minhas aulas é julgada por querer e precisar levar o seu bebe na prática pois a prática é justamente voltada para os dois. Eu procuro passar simbolicamente para minhas alunas de Yoga mãe e bebe que seu momento, seu corpo tem espaço na prática também durante o puerpério. E que essa prática pode também inclusive ser ponte de maior conexão com o bebe, com esse momento tão intimo dos dois.

Além disso tudo tem algo que eu também , a socialização e identificação com outras mães.

Uma rede de apoio e troca natural entre mulheres que vivenciam a mesma fase. Isso é fundamental, diria que até muitas vezes transformador.

 

Na prática esse momento destinado ao Yoga mãe e bebe é um tempo destinado a si mesma e o proprio resgate da mulher nesse puerperio, honrando sim o arquetipo da mãe mas não esquecendo de si, do seu corpo e de sua sexualidade.

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts em destaque

Simbologia dos ajustes na pratica de Yoga

November 21, 2017

1/2
Please reload

Marcadores
Posts recentes

November 21, 2019

November 15, 2019

October 21, 2019

September 22, 2019

Please reload

 Concentração Invertida  
concentracaoinvertida@gmail.com

  • Instagram