Derramar de minha poesia

June 2, 2017

Derramar de minha poesia

 

 

Para que minha poesia derrame. 

Para que meu coração inflame, os sentidos serão aflorados com novos horizontes que preenchem  os olhos de brilho. 

 

Para que minha poesia derrame e o corpo entre em transe ;  
eu acendo o fogo que protege a escrita, sendo combustível para o momento de transe.

 

Para que minha poesia derrame, assim como meu gozo eu me faço presente, ativa, mergulhada em mim mesma.

 

Poesia de Mariana De Almeida

Please reload

Posts em destaque

Simbologia dos ajustes na pratica de Yoga

November 21, 2017

1/2
Please reload

Marcadores
Posts recentes

November 21, 2019

November 15, 2019

October 21, 2019

September 22, 2019

Please reload

 Concentração Invertida  
concentracaoinvertida@gmail.com